Sábado, 20 de Julho de 2024
22°

Parcialmente nublado

Belo Horizonte, MG

Especiais INTERNACIONAL

Empresários acreditam em assinatura do acordo Mercosul-Canadá

Pesquisa realizada durante o 2º Fórum Econômico da CCBC mostra que participantes acreditam que acordo vai impulsionar negócios

27/06/2024 às 07h42
Por: Redação
Compartilhe:
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Pesquisa realizada durante o 2º Fórum Econômico da CCBC (Câmara de Comércio Brasil-Canadá) mostrou que 89% dos participantes acreditam que a conclusão do Acordo de Livre Comércio entre o Mercosul e o Canadá vai influenciar seus negócios. Em relação às expectativas para a assinatura do Acordo, mais da metade dos entrevistados (51%) estão otimistas com a conclusão das negociações. Para 38%, o acordo não deverá sair do papel nos próximos anos.

O Acordo Mercosul-Canadá foi um dos temas abordados durante o evento, realizado no dia 11 de junho de forma presencial e on-line, e contou a presença de mais de 150 pessoas, a maioria empresários com negócios no Canadá e interessados em estabelecer relações comerciais com o país, o 10º maior destino das exportações do Brasil.

A importância da sua concretização foi destacada por Constanza Negri Biasutti, gerente de Comércio e Integração Internacional na Confederação Nacional da Indústria (CNI), durante o painel “Comércio Bilateral: oportunidades e desafios”. Segundo ela, essa parceria comercial é particularmente relevante para a indústria brasileira, que vem perdendo participação no PIB (Produto Interno Bruto) e nas exportações de forma mais acentuada do que ocorre em outros países.

Cálculos feitos pela CNI mostram que o acesso às exportações globais saltaria de uma fatia de 8% para 11% com a finalização do Acordo Mercosul-Canadá”, informou. Outro levantamento importante que dá a dimensão da importância dessa relação comercial é o de que para cada R$ 1 bilhão exportado pelo Brasil ao Canadá, são gerados 20 mil empregos. “Esse número não difere muito dos empregos gerados quando olhamos as exportações para a União Europeia”, comparou.

Numa visão otimista, Constanza enfatizou que há um claro interesse da indústria e grande expectativa para que as negociações avancem e o acordo saia finalmente do papel. “Gostaríamos de entender um pouco mais sobre o que setor privado brasileiro, em articulação com o setor privado do Canadá, pode fazer para acelerar essas negociações e, com isso, explorar novos potenciais”, disse.

Investimentos e economia

De acordo com a pesquisa, o estímulo aos investimentos nas negociações do Acordo deve ser prioridade para 66% dos entrevistados, atrás da abertura aos produtos do agronegócio com a revisão de cotas de exportação (17%).

O levantamento também captou as percepções sobre as principais barreiras que prejudicam o crescimento dos negócios internacionais. Nesse caso, 39% citaram as instabilidades políticas e econômicas. Para 22%, o maior entrave é a insegurança jurídica, seguida da carga tributária, apontada por 17% dos respondentes.

Sobre as expectativas em relação à economia brasileira, 47% dos entrevistados vislumbram reações positivas nos próximos meses, ante 37% que responderam estar pessimistas. Para 17%, não haverá melhora, nem piora.

Presente ao evento, o economista e ex-presidente do Insper, Marcos Lisboa, traçou um panorama da economia brasileira ao longo dos anos, historicamente marcado por quedas e altas do PIB (Produto Interno Bruto).  “O setor privado não se atenta para a alta volatilidade da economia brasileira e, com isso, olha o investimento com foco no retorno médio e não cuida do risco de cauda”, disse.

Sobre a Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CCBC):

A Câmara de Comércio Brasil-Canadá (CCBC) é uma organização independente, mantida pelo setor privado e sem fins lucrativos, fundada em 1973. Há 50 anos, a CCBC aproxima pessoas, empresas, instituições públicas e privadas de vários setores nos dois países. Com escritórios no Brasil e no Canadá, a instituição atua na construção de conexões para alavancar negócios, investimentos, estimular a inovação, o intercâmbio tecnológico e cultural bilateral.

Serviço: Site da CCBC | CCBC no LinkedIn | CCBC no Facebook | CCBC no Twitter | CCBC no Instagram

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias